Tigres Asiáticos


Os "Tigres Asiáticos" são um grupo de quatro países que passaram por uma grande industrialização desde a década de 1970. Estas nações são a Coreia do Sul, Hong Kong, Singapura e Taiwan.

Os quatro países citados acima usaram um método parecido para o rápido crescimento, que era baseado na exportação, atraindo transnacionais para instalarem-se em seus territórios, dando a elas a total infra-estrutura necessária, este método ficou conhecido como IOE (Industrialização Orientada para a Exportação).

A educação e a especialização de uma mão-de-obra também foi vital para o crescimento dos tigres. A Coreia do Sul, por exemplo, teve amplos investimentos neste setor, isto foi a principal causa do país sair de um estado de calamidade causado por uma guerra contra seus rivais do norte, e, em um intervalo de poucas décadas, se tornar uma nação desenvolvida e muito industrializada.

Taiwan, Hong Kong e Singapura optaram como plano o corte de impostos e doações de terrenos para atrair industrias transnacionais pelo o Estado. A Coreia do Sul foi o único tigre a seguir por um caminho diferente, era a adoção de empresas familiares, tais como LG, Samsung e Hyundai, os chamados chaebols.

Outro fator que ajudou no crescimento destes países foi o investimento estrangeiro, principalmente do Japão e Estados Unidos.

NOVOS TIGRES ASIÁTICOS

Recentemente, o processo de crescimento industrial atingiu outras nações da Ásia. Indonésia, Vietnã, Malásia, Tailândia e Filipinas ficaram conhecidos então como os Novos Tigres Asiáticos, com um forte investimento de empresas estrangeiras em sua economia e a quase total dependência na exportação. Um problema dos novos tigres é que o desenvolvimento concentra-se apenas na economia, já que os indicadores sociais continuam baixos, ao contrário do que aconteceu com o tigres veteranos.
COMPARTILHAR:

+1

Nenhuma resposta para "Tigres Asiáticos"

Postar um comentário

Siga por e-mail